Invencível

Oie, tudo bom?

Hoje tem indicação de um filme maravilhoso que tive a oportunidade de assistir na semana da estreia 😀

poster invencivelNo dia 15 de janeiro, chegou aos cinemas brasileiros o filme dirigido pela diva Angelina Jolie, Invencível, que conta a história triste e de superação do atleta olímpico Louis Zamperini (Jack O’Connell). Ao sofrer um acidente aéreo na época da 2ª Guerra Mundial, ele e dois amigos caem no mar e lutam para sobreviver a cada segundo; após 47 dias à deriva e após perder um de seus amigos para a desnutrição e desidratação, Louis e Phil são capturados por japoneses e sofrem a opressão de serem um prisioneiros de guerra nas mãos de inimigos impiedosos.

Muito me admirou chegar em casa em êxtase com o filme e ler no AdoroCinema uma crítica muito desagradável sobre ele, mas sendo um site que muito respeito tentei analisar os pontos citados na crítica e deixarei seu link aqui, caso queiram ler.

O filme, na minha opinião, foi extremamente bem produzido e dirigido, Angelina, ao contrário do que foi escrito na crítica, fez um ótimo trabalho em retratar com fidelidade a história de Louis. A dramaticidade das cenas usa de artifícios hollywoodianos para nos atentar a dura realidade da época e nos fazer lembrar o passado do nosso povo, a época de maior intolerância, ódio e sede de vitória. O filme é adaptação de um livro de mesmo nome, escrito por Laura Hillenbrand e como o nome diz ADAPTAÇÃO, não cópia; eu não comprei o livro, mas o vi na estante da livraria, trata-se de um livro grande então é impossível que em 2hs15min consigam reproduzir tudo que foi escrito.

Os atores, criticados na crítica do AdoroCinema, foram escolhidos a dedo, muito melhor do que se víssemos caras conhecidas vivendo Louis e Watanabe. Tenho a teoria que atores de sucesso muitas vezes, mas não todas, atuam em filmes de sucesso, mas não acredito que ninguém melhor do que Jack O’Connell, com cara de menino da 2ª Guerra para interpretar este papel e Takamasa Ishihara que deu vida a “Ave”, atuou com muita verdade e nos fez ter ódio dele. Ah, a cena tão criticada em que Watanabe grita e se desespera diante de Louis foi, para mim, erroneamente interpretada pelo crítico do AdoroCinema, a cena queria simplesmente demonstrar o quão Watanabe estava cansado de lutar para manter sua imagem de cruel e odioso, afinal de contas, ele era um ser humano, ele também tinha suas aflições.

E por último, outro ponto que aparentemente irritou muito o crítico do AdoroCinema, o que é da vida se não um monte de clichês? Podemos não vivê-los em todos os momentos, podemos até ir contra alguns deles, mas no final, a vida é feita de frases como “Se você aguentar, você vai conseguir” e “Um instante de dor, vale uma vida de glória”. Não somos nada além de seres humanos frágeis que passamos várias vezes por grandes provações na vida, somos tão carnais que sofremos e sentimos a dor na pele e no coração e precisamos nos sacrificar para um bem maior, uma saída melhor. “Ele trocou a vingança pela fé” é nada mais nada menos do que a frase que arremata toda a nossa existência, pois quem realmente perdoa consegue viver mais pura e levemente.

Por esses e outros apontamentos que a minha opinião é completamente contrária a exposta no site AdoroCinema, mas obviamente que as pessoas tem gostos, interpretações e sentimentos diferentes em relação a uma mesma coisa… Acho que o crítico não estava mesmo tendo um bom dia para assistir a este filme…

Bom, agora me contem o que acharam e coloquem seus apontamentos sobre o filme, ok?

assinatura with love

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s